Informação

Chama-se inês com i pequeno e um dia vai ser bailarina de caixa de música ou cinderella profissional. Não gosta de palhaços e tem pavor a machucares de coração. Gosta de decalcar sentimentos e remexer em entranhas. Quando fica nervosa morde o lábio inferior ou finge tocar piano nas pernas. Tem o coração pequeno e os olhos grandes, tem os olhos muito grandes.

Setembro 2009 Outubro 2009 Novembro 2009 Dezembro 2009 Janeiro 2010 Fevereiro 2010 Março 2010 Abril 2010 Maio 2010 Junho 2010 Julho 2010 Agosto 2010 Setembro 2010 Outubro 2010 Novembro 2010 Dezembro 2010 Janeiro 2011 Fevereiro 2011 Março 2011 Abril 2011 Maio 2011 Junho 2011 Julho 2011 Agosto 2011 Setembro 2011 Outubro 2011 Novembro 2011 Dezembro 2011 Janeiro 2012 Fevereiro 2012 Março 2012 Abril 2012 Maio 2012 Junho 2012 Julho 2012 Outubro 2012 Novembro 2012 Dezembro 2012 Janeiro 2013 Abril 2013 Julho 2013 Abril 2014



arquivos

links

formspring youtube feridas no joelho da maria, com amor dancemearoundtenderly@hotmail.com






12 Cubos de gelo
Comenta


sábado, 26 de setembro de 2009
'Esperava mais de ti..' repentem incessivamente.
Por isto ou por aquilo, todos esperam sempre mais de mim. Todos me querem com mais um bocadinho isto, menos um bocadinho daquilo. Querem que faça o papel da personagem que eles criaram e decidiram associar a mim.
Será que nunca lhes ocorreu que se calhar depositaram demasiadas expectativas em alguém que em momento algum mostrou ser capaz de as atingir?
Não deveria ser possivel desiludir quando nunca foi minha intenção iludir alguém. Adoram tentar disfarçar com tinta branca as manchas negras de mim. Querem que fique perfeita, de um imaculado branco que não ousa possuir qualquer tipo de nódoa. Pois bem, não sou assim. Tenho imenso orgulho em cada lápis que parto, cada folha que borro e cada movimento que falho. Tenho orgulho em todas as minhas manchas pois querendo-o vocês aceitar ou não, são uma parte de mim. Não fui feita para obedecer a limites impostos por outrém: fui feita para criar os meus e estar constantemente a desafiá-los.


Como podem eles esperar tanto de alguem que é tão pouco..?


(Os dedos martelam furiosamente as teclas, a raiva apodera-se dos meus membros, nao tendo eu qualquer controlo sobre o que escrevo. e depois sai isto. Prometo que nao acontecerá demasiadas vezes)