Informação

Chama-se inês com i pequeno e um dia vai ser bailarina de caixa de música ou cinderella profissional. Não gosta de palhaços e tem pavor a machucares de coração. Gosta de decalcar sentimentos e remexer em entranhas. Quando fica nervosa morde o lábio inferior ou finge tocar piano nas pernas. Tem o coração pequeno e os olhos grandes, tem os olhos muito grandes.

Setembro 2009 Outubro 2009 Novembro 2009 Dezembro 2009 Janeiro 2010 Fevereiro 2010 Março 2010 Abril 2010 Maio 2010 Junho 2010 Julho 2010 Agosto 2010 Setembro 2010 Outubro 2010 Novembro 2010 Dezembro 2010 Janeiro 2011 Fevereiro 2011 Março 2011 Abril 2011 Maio 2011 Junho 2011 Julho 2011 Agosto 2011 Setembro 2011 Outubro 2011 Novembro 2011 Dezembro 2011 Janeiro 2012 Fevereiro 2012 Março 2012 Abril 2012 Maio 2012 Junho 2012 Julho 2012 Outubro 2012 Novembro 2012 Dezembro 2012 Janeiro 2013 Abril 2013 Julho 2013 Abril 2014



arquivos

links

formspring youtube feridas no joelho da maria, com amor dancemearoundtenderly@hotmail.com






8 Cubos de gelo
Comenta


quinta-feira, 7 de janeiro de 2010
Caminhava, quando sentiu a súbita vontade de parar. Os membros deixaram de responder às ordens dadas pelo cérebro. O fluxo de emoções percorria cada veia, acabando inevitavelmente o seu percurso no coração. O seu corpo entrou em tamanho frenesim que temeu que as suas pernas começassem a fraquejar e acabasse estendida no chão, por isso sentou-se e baixou a cabeça, para que os que se encontravam no fim das escadas não a pudessem ver. As mesmas pessoas por quem ela tinha percorrido todo aquele caminho.
Sonho. A culpa foi do sonho. E começou a recordar o que se tinha passado nessa noite. Havia acordado às 5 da manhã, depois do sonho. Aterrorizada com os seus próprios pensamentos, tentava à força exorcizar todas as memórias que possuia daquela cena que tanta confusão tinha causado na sua já não tão clara cabeça. "Foi só um sonho - pensou- Aposto que quando voltar a acordar já será tudo apenas um imbróglio de imagens desfocadas". Mas a imagem não perdeu força. Voltava, cada vez mais nítida, com todos os pormenores. Não era justo. Ela agora tinha a paz que tanto desejara. Não era justo que até a sua própria mente quisesse destruir isso.
Gravity is working against me.